Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
18
Mai 18
publicado por primaluce, às 00:00link do post | comentar

Sim, esta frase de Rudolph Arnheim podia ser um slogan; uma maneira de atrair alunos para uma qualquer escola de Design:

"Thinking calls for images and images contain thought. Therefore the visual arts are a homeground of visual thinking..."

Como aliás o mostram as duas imagens seguintes, feitas ambas para traduzir conceitos essenciais (dogmas - como se dizia frequentemente) do Cristianismo.

No primeiro caso a imagem foi obtida (fotografia nossa há uns anos) numa obra de Jacques Dalarun

P1010070-credo e y-c.jpg

E no segundo caso, cujo esquema é equivalente ao da 1ª imagem - mas estando depurada de outras informações visuais tendo ficado apenas o Diagrama essencial -; a imagem seguinte veio de Edward Norman, do seu livro - The Roman Catholic Church, Thames and Hudson, Londres 2007, p. 36.

Como está na legenda a) serviu para esquematizar o Credo de Atanásio; e b) deriva de um manuscrito do século XIII (provavelmente o mesmo que está acima?).

CredoCristão.jpg

E se "Podia ser mas não é", como se escreveu no título; ou seja, se a frase de Rudolph Arnheim não é ainda levada a sério, como o são outras disciplinas e outras práticas, é porque a Arte está ainda muito longe de ser (bem) percebida. Não tanto a Arte Contemporânea, mas sobretudo a Arte mais antiga: que nasceu como uma escrita e ligada ao Pensamento.

Enfim, porque a Arte (e muitos dos seus estudiosos) também continua longe de perceber a enorme vantagem de se auto-conhecer, num contexto de Neuro-ciências**.

Portantto fortemente ligada à Linguística e à Semiologia

~~~~~~~~~~~~~~~~

*Podia ser se à frente das escolas de design estivessem pessoas competentes e sabedoras nas áreas da Imagem, ou até, melhor dizendo, com uma verdadeira cultura visual e o que a mesma implica na mente. Isto é, de um "deep lying-point of agreement", de que S. Freud escreveu, como já registámos 

**Temos vários posts sobre o assunto. Em geral com o apoio de textos (e o que compreendemos deles...) de António Damásio.Usem essa tag e vão encontrar


mais sobre mim
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
15
16
19

20
25
26

27
29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO