Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
16
Mar 20
publicado por primaluce, às 10:30link do post | comentar

É mesmo isso:

Nos dois artigos seguintes fala-se de curva epidemiológica mas não está lá curva nenhuma

 

Contexto:

Continuamos - com todo o prazer - a explicar algumas coisas que nem todos sabem. Porque as Ciências seja a Matemática ou a Geometria (e portanto o desenho) sempre foram posta as serviço da razão e da inteligência humana, ajudando a compreender e a transmitir informações.

Rudolph Arnheim por exemplo explica isto bem, e como certas imagens ou esquemas passaram depois à grande Arte...*

Quando falamos de Pensamento Visual, é também a isto que nos referimos. Aliás, esta expressão talvez lhe pertença (a ele R. Arnheim)?

E, é sabido, a religião para explicar o que chama "coisas visíveis e invisíveis" (e mesmo parecendo um bom disparate é assim o vírus...) - como se proclama no Credo - nesse caso, dizemos nós, está-se a referir ao Conhecimento do Deus Cristão.

Ora como temos escrito nos nossos posts, em apoio do que temos «descoberto» (desde 2002), tal como a Arquitectura, também a Pintura Religiosa, embora dependa dos estilos que foi tendo, e de um maior ou menor naturalismo, a pintura seguiu sem dúvida os preceitos da Igreja Cristã, como Molanus de Lovaina escreveu, e explicou, no seu Traité des Saintes Images, que foi publicado em 1594.  

 

Em suma - têmo-lo pensado, dito e escrito - já que, se as imagens falam, é preciso saber do que dizem.

Portanto, vamos a isso:

 

Neste 1º caso é explicada a generalidade daquilo que são curvas epidemiológicas

Já no 2º caso, vindo da Wikipedia, o título é mesmo esse: Curva Epidemiológica

Mas, vendo bem, desenhada não está lá curva nenhuma. Porque no gráfico os valores que importa realçar e analisar foram substituídos por colunas: que definem degraus e patamares que não são exactamente uma curva. 

Só que -  e agora pego na palavra que um dia um prof de Belas-Arte resolveu usar, como sendo um atributo nosso - os Geómetras sabem que se podem unir os pontos notórios, que neste caso são os valores de um qualquer gráfico, e com eles desenhar uma curva**.

Melhor será verem a chamada Curva de Gauss , (e por este link encontram muitos exemplos) que é um sinusóide. Um pouco diferente do nosso desenho (a seguir), feito agora para explicar, tão esquemático quanto possível, aquilo que a Sra. Ministra da Saúde, a Directora Geral da Saúde, e enfim, claro que todos nós com elas, desejamos que aconteça:

esquema explicativo.jpg

Que não seja o sinusóide (a preto), mas sim tanto quanto possível uma linha achatada, até ao ponto em que se descubra a vacina. Ou eventualmente, segundo a teoria britânica, até que todos tenham sido infectados, paulatinamente como os ingleses devem querer, esperando-se que isso aconteça, para passarmos a estar rodeados de uma barreira preventiva: constituída por todos aqueles que tenham adoecido, não gravemente, e sem sequelas; mas por terem conseguido formar, nos seus organismos os anticorpos: como se fora «vacina natural». 

É tudo isto, em resumo, a razão de ser das contenções, e do se ter mandado toda a gente para casa.

Para concluir:

Neste tempo, o que está a acontecer é um dos maiores desafios colectivos que é posto à sociedade, que somos todos nós. Diria mais, não apenas o de seguir tudo o que nos vão explicando e instruindo, mas sobretudo o saber usar o que sempre nos foram dizendo ao longo da vida: o que aprendemos nas escolas, o que é cultura geral, e onde muitos saberes se misturam, para que o melhor de todos venha ao de cima.

Sem esquecer a Sustentabilidade, ou os cuidados com o Planeta (que a nossa geração fez adoecer, definitivamente...). Planeta cuja emergência todos vinham a anunciar, apocaliticamente, mas que poucos continuam a tentar cuidar, de um modo que seja bem mais eficaz (do que apenas diletante).

Reutilizem, não todos mas alguns dos consumíveis, e usem aquele que é um dos melhores desinfectantes, se o tiverem, à janela ou nas varandas, e que se chama energia solar***, em radiação directa (... que até queima, passa a ferro...!). 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*Bibliografia, temos e pode-se dar.

**E os Geómetras também sabem exactamente o contrário: Que se pode agarrar numa curva, assinalar nela os seus pontos notórios, e assim transformá-la numa linha quebrada: que é concordante com a primeira (na qual, obviamente se apoia)

***Claro que há vinagre, lixívia, limão; não deitem os produtos de um tecido que se chama TNT (de poliéster ou outro plástico) para as sanitas. Pois os mesmos, se seguirem inteiros irão parar às praias, ou entupir os esgotos de menor calibre, que são os domésticos, das nossas casas e prédios. E já agora, se os ditos plásticos, se partirem ou forem cortados, são mais microplásticos deitados para a natureza e para o Oceano.

Portanto aproveitem o máximo, inventem coisas boas, já que este tempo, positivamente, pode ser de negócio e não só de ócio!


mais sobre mim
Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO