Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
08
Jan 18
publicado por primaluce, às 13:00link do post | comentar

Porque a Investigação em História (da Arte, ou outros «ramos») é para ser útil no futuro, não sendo para o passado, menos ainda para um passeio, «de vaidades»...

Está lá escrito:

“...Ou a Sra. Profª Maria João B. Neto nada sabe de Economia? Que Portugal importa muitos mais livros científicos do que aqueles que exporta? Não sabe que no mundo de hoje, tal como os EUA vendem diversão, tempos livres (Cinema), também a CULTURA (Amazon, Google) tem um lugar de enorme relevo na ECONOMIA dos países? Não sabe que uma exposição de interesse internacional em Monserrate, não deve ser só relembrar o lado do diletantismo de Francis Cook, mas devolver uma boa parte da Cultura que por aqui ele «cultivou» e deixou? Obra que, como o Turismo hoje demonstra, pode dar muitíssimos mais frutos...?

Que é essa a maior riqueza e o privilégio que os Cook deixaram em Monserrate, a Sintra, e a um Portugal que seja conhecedor dos seus valores?

Sendo esta a questão relevante - a que verdadeiramente importa -, e agora surge, tão notória, por sorte ou azar, mesmo em frente do Mosteiro da Batalha!

capa_JamesMurphy 001.jpg

 

 

Caso em  que Maria João B Neto deveria, quiçá (?), ter algo a sugerir. Dadas as informações que detém sobre o assunto, recursos do antigo e para a Arquitectura Contemporânea. Mas isto só se..., se..., e se..., não os estivesse a esconder!

 

 

 

E, se honestamente a investigação (mesmo a que se faz em História) fosse mais para a sociedade e para o mundo contemporâneo, do que para um «passeio de vaidades»?

 


mais sobre mim
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO