Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
09
Dez 14
publicado por primaluce, às 00:00link do post | comentar

Se há um Alguém que "...escreve direito por linhas tortas" - serão metáforas? - então pode-se sempre seguir esse exemplo qu' Ele nos dá...

 

Por isso aqui estamos a lembrar que o software corrompido, ou os «CDs aldrabados e mal instalados» originam, é quase uma certeza, gravíssimos problemas. Têmo-lo pensado mais do que escrito, mas às vezes é importante exprimir o que anda cá dentro (talvez como uma mentalese ou language of thought?).

Enfim, isto vem a propósito de uma certa Empresa que anda bastante mal gerida. Pensam alguns que é só maldade, mas a coisa deve andar ela por ela, estimamos nós (?), entre muita maldade e também muita ignorância: tudo isso junto...?

Não se sabe avaliar ao certo, pois é aquele cocktail muito portuga*! 

Mas, certa mesmo, foi uma ideia brilhante de um seu colaborador:

Perguntava ele há dias, se, face à falta de conhecimentos - os que se estão a perder (e não vale a pena explicar as razões, porque são exactamente as mesmas do afundar deste país e desta sociedade...); perguntava então esse tal Mui Ilustre, se não se poderia pedir aos que se reformaram recentemente, e que eram competentíssimos - pois tinham criado departamentos e as suas actividades mais úteis e lógicas; se não seria possível que esses antigos funcionários fossem (ou regressassem?)  pro bono, agora para dar formação aos seus antigos colegas?

A ideia é, decerto, interessantíssima e generosa. Não fosse porém a constatação geral de que na dita Empresa - dizem-nos, e aqui limitamo-nos apenas «a reportar»... - anda tudo mal-gerido (q.b.):

Talvez a quererem entrar num qualquer Guinesse Book ou no Campeonato Local da Asneira?

Mas, e reparem, dizem-nos até bastante mais:

Que os ditos CDs corrompidos, mais o respectivo software, que por estarem corrompidos não conseguem instalar a informação direita, directa e escorreita. E que assim, por via desse tal «esfrangalhamento», e depois de todas descontinuidades que logo imprimem no cpu do sistema e das máquinas, então anda tudo à roda, como se fosse um carrossel: 

E por isso os que sabem de uma coisa vão parar a outra, como A vai para o lugar de B, B para C, C para D, e assim por diante, consecutivamente... 

Tudo «minha gente» muda de sítio, mostrando-se que não interessa qualquer grau de antiguidade ou de especialização. É o próprio do software corrompido que faz girar (sem qualquer sentido ou lógica...) o que era em tempos o Core, que foi valioso, dessa tal empresa.  

Por nós, porque pouco sabemos de linguagens de computadores, mas acontece que a tal mentalese ou language of thought hypothesis**, e o desenvolvimento das ideias de Chomsky, esse sim é um assunto que nos interessa: principalmente pelo modo como o Pensamento Visual dá forma aos objectos que os designers criam.

Por nós há que perguntar: terá sido por essas razões que nos vieram falar deste assunto, que é complicadíssimo, difícil de reverter e corrigir?

  É que, enfim, de CDs corrompidos, por nós só quando a película prateada salta - aquela do salão/Lounge Prata & Preto do alto do Estoril...(?), só quando isso se vê, é que conseguimos admitir como tudo está mesmo falhado!

 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*De que não faltam péssimos exemplos, que alguns acharam que podiam seguir, assim - de "Maria vai com as outras" e acriticamente - como se nunca mais viesse a haver Justiça e ficassem eternamente impunes...

http://expresso.sapo.pt/socrates-e-salgado-dois-casos-morais=f902137 

**Ver no Oxford Dictionary of Philosophy, por Simon Blackburn, Oxford 2005, p. 204.


mais sobre mim
Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15

26

28
29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO