Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
07
Fev 14
publicado por primaluce, às 10:00link do post | comentar

E viver em contramão, pergunta-se, será «a melhor receita» para ser criativo?

Re: Sabe-se lá...

 

Começámos há dias com o "contramão" de Pedro Abrunhosa e vamos continuar a explorar o tema, já que em tempos ensinámos Metodologia de Projecto, tendo em mente algumas problemáticas da criatividade.

Claro que On Being Creative dá muito que pensar a quem pouco domina o tema**. Por nós, pouco mais do que saber que os dóceis carneirinhos, quando vão..., eles vão em rebanho. E que depois, como é normal, chegam onde o rebanho chegar, todos ao mesmo tempo, a empurrarem-se uns aos outros para chegar às mesmas ervas...

O Design, a Arte (e a competitividade dos nossos dias) aparentemente não querem nada com rebanhos: querem personagens individuais, que se afirmem por si. Na melhor hipótese pretende-se que a sua criatividade apareça como emanação (ou um produto característico) do seu tempo; mas cujas propriedades não sejam imediatamente visíveis, e fáceis de descrever, ou talvez até misteriosas (de preferência)...

Mas tudo isto que resumimos diz-se por experiência, constatando situações conhecidas, já acontecidas e passadas; o que se torna muito fácil de dizer.

Como no cartoon seguinte, se não o tivéssemos visto teríamos tido a "creativity" para o imaginar ou conceber?

E no entanto parece óbvio...

Porquê? Que formação, que características e receitas; que capacidade crítica, vinda donde, fazem os cartoonistas serem tão certeiros? Como é que acertam sempre em cheio na ideia (mais) criativa***?

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*http://www.onbeingcreative.com/OnBeingCreative.com/Being_Creative.html

**Este pouco é hoje muito relativo, pois ao compreender (talvez só parcialmente?) a «criatividade medieval», e como foram associados os significantes aos significados - usando inúmeras polissemias - agora com o conhecimento desse modo antigo ganhámos alguma competência, que é útil.   

***Só que ainda não viram tudo. Porque no copy & paste que fizemos, falta-lhe o mais importante, que é o título.

Vejam a notícia e reparem como reflecte a subjectividade (muitíssimo criativa) do seu autor: como denuncia o imenso «vandalismo» a que estamos a assistir - o qual transformou numa imagem - que é um cartoon.

http://noticias.sapo.pt/cartoon/52f1b7db4e896baf3d00131e/

Não tendo a ver com cartoons em http://iconoteologia.blogs.sapo.pt/ há muitas imagens óbvias. 


mais sobre mim
Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11

16
18
21

23
24
26
28


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO