Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
04
Mai 15
publicado por primaluce, às 00:00link do post | comentar

... de quem nos «aparece» como uma cambada de inconsequentes*.

 

Pois se agora querem concretizar as nossas ideias - portanto ainda actuais... - as que tivemos há uma série de anos, para isso é claro que são precisas as nossas informações; e muitas delas que as temos desde há décadas?!

Só que construir uma «biblioteca mental», ou reunir uma ampla colecção de saberes devidamente articulados, é muito mais do que andar a farejar pelos cantos, ou a passar por vinhas vindimadas... Se não sabem:

É mesmo só isso que resulta de vidas dirigidas por cabecinhas "slow motion"**:

i. e., de gente que não sabe antecipar as consequências daquilo que faz, devendo, portanto, ser vista como a própria da cambada de inconsequentes

A LER APRENDER 001.jpg

E se o que se aprende na infância sem dar por isso, em geral nos lembra Marcel Proust, agora é também mnemónica de outros conhecimentos. Concretamente de:

informações de Monserrate, de tempos que terão sido muito proustianos como já escrevemos...***

~~~~~~~~~~~~~~

*É um «parecer». Não quererão também assim, completamente avulsas, milhares de outras informações nossas que estão escritas e publicadas? As informações que não se têm esforçado por compreender  e continuam a preferir denegrir? E já agora, se o 'Toino tem Pena', há quem tenha muito mais!

O maior invejoso do pacote já pronto (PQPP - ou «O TOINO AI QUE PENA QUE TEMOS DELE»), esse mesmo, imagine-se, veio agora por interposta pessoa auto-denunciar-se, a querer Saber e Informação como se isso fosse «quinquilharia avulsa». Ou materiais que julga separáveis, e informações que agora quer «em troca de nada»! Porquê? Dar a quem (mais um...) tem feito o favor de invejar as nossas informações! Que continue, só lhe fica bem, até agradecemos!

**Também ditos cabecinhas de alho chôcho.

***E está publicado nestes termos: "Entre as datas de 1864 e 1936, terão sido muito 'Proustianos' os tempos «perdidos» em Monserrate; sempre que os Cook vinham de férias...". Ver em Monserrate uma nova história, por Glória Azevedo Coutinho, na p. 147. 


mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15

17
19
20
21
23

24
25
26
27
30

31


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO