Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
09
Jul 14
publicado por primaluce, às 10:00link do post | comentar

É verdade, apesar do pais ser pequeno, a "Hiperlitoralização" do país nem sempre tem desvantagens.

 

E na dita pequenez, é mesmo para as mentes mais pequeninas e minúsculas - com outros epítetos que lembram mesquinhez e mosquinhas - que se vê que algumas distâncias do interior ao litoral e vice-versa, não contam. Felizmente: há quem ao longe se porte com uma dignidade urbana e capital, que não se vê em Lisboa!

Há, pode-se dizer, quem se esteja borrifando para as verdadeiras saloiices lisboetas, dos alfacinhas que não largam o húmus da terra, mais as criaturas que vemos serem vermiculares; as que se enrolam, enredam e vegetam (como verdadeiros vegetais que são...) nesse húmus bastante lamacento.  

Complicado e metafórico? Não! Muito real! 

É que enquanto em Lisboa há quem esconda o nosso trabalho, em Évora, consta na bibliografia de uma Universidade em cujo logótipo está uma das representações do Espírito Santo*!

Pode o Presentismo contemporâneo esconder esta questão que foi tão relevante na cultura europeia durante séculos?

Claro que pode, numa sociedade como é a nossa em que vemos inúmeros crimes, imensos, ficarem impunes. Tal como a sociedade contemporânea também pode estar a regredir, fruto da ausência de valores e das suas próprias escolhas...**

Enfim, poderá parecer que há neste post outras metáforas e alusões ao tal Presentismo redutor! Mas, apesar de muitos o esconderem, estamos a trabalhar nestes temas desde 2001-2002. E Ário - depois os Semiarians e Pneumotachis como são referidos pela bibliografia inglesa - foi um heresiarca, que, enfim, desencadeou algumas correntes (acima referidas***); consideradas heréticas, e dos primeiros tempos do Cristianismo.

Finalmente uma advertência: embora no inconsciente colectivo muito esteja ligado, qual Pangeia... - e por isso também no pensamento contemporâneo - na verdade, constata-se, existem neste post algumas (meras) coincidências: porém, não liguem o que não ligámos!

~~~~~~~~~~~~~~~~

*Como defendemos houve outras representações do Espírito Santo; exactamente no trabalho que um Departamento da Universidade de Évora aconselha aos seus alunos!

http://www.estudar.uevora.pt/index.php/layout/set/print/Oferta/licenciaturas/disciplinas/%28curso%29/142/%28codigo%29/HIS0801#content_node_biblio: no link ver Coutinho. 

Como se sabe em Lisboa é diferente: as instituições que se deviam orgulhar do nosso trabalho escondem-no!

**Artigo/Entrevista a Vítor Bento, citado em http://portalegrecultural.pt/interpretacoes-e-interaccoes-urbanas-na-cidade-de-portalegre/, na nota nº 3, em que escrevemos: "A ideia de 'religar' em Religião é muito abrangente. Também passou à Arte através da articulação de círculos e figuras geométricas que aparecem entrelaçadas de vários maneiras. Como explica Vítor Bento (sobre a Ética) a laicização mudou comportamentos. Ver 'A religião pode salvar a economia?' Diário de Notícias, Lisboa 31.05.2014, pp. 4-9."

***Ver por exemplo em: http://newadvent.org/cathen/

Também:

http://primaluce.blogs.sapo.pt/150785.html

http://iconoteologia.blogs.sapo.pt/


mais sobre mim
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18

20
22
24

27
29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO