Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
05
Jan 11
publicado por primaluce, às 10:28link do post | comentar

Os locais ou cenários em que vivemos têm que ser acima de tudo úteis e seguros. Depois, que tenham lógica ou beleza*. E isto, sejam eles espaços interiores ou exteriores, obra de artesãos, ou de profissionais como designers, arquitectos e engenheiros.

Na nossa vida profissional, e porque sempre contactámos alguns dos antigos bairros e freguesias de Lisboa – Graça, Mouraria, Santo Estevão, Alfama, Castelo... – cedo nos apercebemos dos seus valores.

Mas, hoje compreendemo-los ainda melhor: vê-se que desde há milhares de anos - isto é, há mais de 10-15 séculos - a Religião tem fornecido as formas da arquitectura.

De Sanaa no Iémen, aos Açores no meio do Atlântico, ou já no Brasil e EUA, muita iconografia é a mesma: porque nascida das mesmas ideias.

  

Já deixámos o essencial deste tema, registado no trabalho dedicado a Monserrate. Agora, é muitíssimo mais aquilo que se abre. Daí, também (só pode ser!?), a génese das inúmeras dificuldades que nos são colocadas; a suposta «incompreensão» de quem devia compreender...

Nada próprio ou característico da verdadeira investigação - a que traz resultados e progresso - a que devia ser típica de um ensino que se diz superior: Mas que entre o dizer e o fazer, vai uma imensa distância!

Enfim, também muito característico da «invídia portuguesa»: a mesma que há-de dar ao país, ironicamente, claro, o grande futuro e o verdadeiro progresso, que, a olhos vistos, se desenha no horizonte!

Pela nossa parte não desistimos: as «cabeças» colocadas bem atrás das normas burocráticas que comandam todos os seus passos; os que não sabem o que é vontade e determinação, e preferem viver na ignorância; esses têm os dias contados. Já que pelas suas mentes nem um mísero «raiozinho de luz» passa, resta-nos ajudá-los a compreender: que as criaturas vindas do escuro, não voltem para a escuridão, ainda maior, em torno da qual têm feito as suas azáfamas e vidas profissionais.

Que aqueles que apesar dos seus palavreados caros, e da «excelência» que enche as suas bocas - quando se referem ao absolutamente normal, e elaboram os seus sofismas vazios - que as suas "Construções de Ignorância", um dia se transformem em luz. É o que lhes desejamos, sinceramente, no princípio deste ano!

Imagens da The Old City of Sanna, cuja arquitectura é um Hino à Luz! Não o dizem as organizações internacionais que classificaram a cidade, mas é isso que nós sabemos.

E este é o nosso contributo, para entender inúmeras Culturas que vão do Oriente ao Ocidente.

http://en.wikipedia.org/wiki/File:Sanaa,_Yemen_view.jpg

http://whc.unesco.org/en/list/385

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

* Conceitos que Vitrúvio defendia serem essenciais: Utilitas, Firmitas e Venustas.


mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13

19
20

23
27
28

30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO