Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
02
Jun 12
publicado por primaluce, às 10:50link do post | comentar

...aquilo que é uma imensa verdade:

Isto é, em geral todos temos dificuldade em conhecer os outros, sobretudo o que vai nas suas mentes. As suas lógicas intrínsecas, coerências e características mais marcantes. Em suma, aquilo que constitui o que se chama o Carácter (de cada um de nós).

Não conhecemos os outros porque todos somos imprevisíveis (felizmente...), e porque as suas mentes não são transparentes: "being black boxes" como escreveu Christopher , um estudioso e teórico do Design.

E depois - nós contamos  o resto da história - qualquer um, porque quer desvendar que lógicas justificam comportamentos incorrectos, e acima de tudo intrigantes (?), esse qualquer um precipita-se, e é impulsionado a atribuir aos outros aquilo que conhece, e que é o seu Eu (íntimo).

É agora, face a esse impulso, que fazemos entrar o provérbio português; uma lição que esquecemos todos os dias, mas que devíamos manter na cabeça, sempre presente:

"Julga o ladrão que todos o são".

E aqui, esmiuçando à maneira dos «fedorentos», tira-se uma lição edificante:

Aqueles que nos julgam, precipitadamente, como desonestos e mentirosos, sem verem qualquer outra faceta (?), talvez bem melhorzinha, que possamos ter...,  Oh céus, oh terra, cuidado com eles!

Esses estão a projectar em nós, aquilo que sabem ser o seu pior! As suas referências e aquilo que sabem estar dentro de si, semi-escondido, disfarçado, e cautelosamente dissimulado. 

Cuidado então com os julgamentos alheios! Os nossos (claro), mas também os dos outros!

Pois se num primeiro contacto temos tendência para achar que os outros são normalmente boas pessoas, essa é uma projecção nossa, de bonzinhos e "sem desconfiómetro", como se diz no Brasil.

Mais, pela nossa parte estamos cansados de ser julgados por ladrões... sem «desconfiómetro»!

Alguns podem ainda perguntar onde se compra essa "machina", qual new gadget de trazer no bolso?

Compra-se, sim, nas muitas lojas que ao longo da vida nos têm vendido Sabedoria...* 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*E antes que tenham outras ideias, demasiado preconceituosas e rebuscadas - pondo nos outros o que nunca fizeram... - para nós essas lojas chamam-se livrarias!

Vejam em http://iconoteologia.blogs.sapo.pt/21435.html, outras ideias articuladas com esta.


mais sobre mim
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
16

18
22
23

24
26
27
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO