Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
20
Nov 12
publicado por primaluce, às 13:30link do post | comentar

... que tem imenso para ensinar.

Pensamos em Veneza, claro!

 

Leiam a página seguinte, e depois também o livro todo - porque vale (sem pena).

 

Neste texto que escolhemos está algo semelhante ao que sabemos ter acontecido em Lisboa depois do Terramoto de 1755. E sobretudo depois das reconstruções que foram levadas a cabo. 

Quando acima se diz que os Brasões dos nobres venezianos foram apagados, mas que os motivos religiosos que os circundavam, em geral ficaram intactos, aqui está algo equivalente ao que sabemos ter sucedido em Lisboa.

Porque as fachadas de várias igrejas - como por exemplo Carmo, Madalena e Conceição Velha - estavam repletas de imagens religiosas, que, eventualmente, eram objecto de atitudes respeitosas (ou até concretamente de alguma veneração)? E estas mesmas fachadas, como se sabe, foram reconstruídas...* 

Isto é, apesar de em geral a Baixa Pombalina  ser classicista e desprovida de sinais religiosos, aqui e ali também não deixaram de ser introduzidos alguns desses sinais; ou de se reconstruírem algumas obras consideradas valiosas.

O que supomos ter sido a consideração de um valor mais de «ordem iconográfica»? Supomos... Do que uma atitude a considerar a manutenção e restauro do Património Histórico, como mais tarde aconteceu?   

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
*Ver Guia de Portugal, Lisboa e Arredores, 1º volume, pp. 205, 299-300, e em Monserrate uma nova história, op. cit. p. 121.

mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
17

22
24

27
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO