Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
05
Jul 12
publicado por primaluce, às 00:00link do post | comentar

Apetece e questionamos face ao que deixámos em Iconoteologia (em 1.07.2012)*, afinal quem é o «mau da fita»? Ou melhor, quem foi que originou um "qui pro quo" científico e paradoxal, saindo depois de cena, muito de mansinho, como quem não tem nada a ver com o assunto. Ou só têm a ver para o melhor, quando é e for tempo de colher os louros...?! 

A responsabilidade é da Faculdade de Letras - que nos sugeriu um estudo e uma investigação, que tiveram resultados inesperados que deveriam ter sido divulgados?

Ou a responsabilidade é do IADE - a quem explicámos e continuamos a explicar, por todos os meios, as descobertas feitas - e dos seus responsáveis, que entenderam não nos ouvir? Nem dar crédito às recomendações que receberam, no sentido de prestarem o necessário apoio aos nossos estudos?

Quem é o mau da fita?

Somos nós que desde há 10 anos não deixamos cair um tema extraordinariamente fecundo, que surgiu pelo meio dos estudos de Monserrate? Talvez consequência da nossa pluridisciplinaridade a incluir Desenho, Geometria, Matemática...**?  

Somos nós que tudo temos explorado e tentado, no sentido de se perceber e esclarecer de que lado está a razão e a evidência?

Somos nós que temos que pedir desculpas aos professores que se sentem «prejudicados» pelas descobertas que fizemos?

No país cuja Justiça é a «do Encontrão» e «do salve-se quem puder», é provável... 

E já agora, toda gente sabe o que é o Ensino Superior. Toda a gente sabe como é fácil fazer parecer difíceis (impenetráveis e herméticos) muitos  temas e assuntos, só proprios para «Doutores». Toda a gente sabe que o ECDU não se aplica no Ensino Superior Privado. Toda a gente sabe o que este Ensino Superior Privado quer*** (como dizem os advogados) - "Sol na Eira e Chuva no Nabal". Assim faz todo o sentido a preocupação do Senhor Professor Doutor João Redondo, para que não se façam extrapolações, nem se retirem conclusões inconvenientes, das licenciaturas «excepcionais» dos Ministros que foram, dos que são, e dos que estão para ser...      

Acabamos com a mesma pergunta, e não venham antes dizer que "Em casa onde não há pão todos ralham e ninguém tem razão". É que só haverá pão, se primeiro houver Razão, o mínimo de Senso, o máximo de Justiça. Então:

Quem é o mau da fita?

~~~~~~~~~~~~

*Ver em http://iconoteologia.blogs.sapo.pt/29757.html

** Ainda Francês (de 1640), Latim, Português, Teologia, Filosofia...? Talvez ainda as teorias de Christopher Alexander, as de C. G. Jung? As da Memória e Mnemotécnicas; algumas poucas referências das Neurociências de A. Damásio...

Pois, dirão alguns: quem manda ser transversal, saber daqui e dali?

***Note-se que há excepções, mas percebe-se muito bem, a preocupação que mostrou:

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2012/07/04/associacao-de-ensino-superior-privado-teme-efeitos-do-caso-relvas-na-reputacao-das-instituicoes

http://expresso.sapo.pt/o-caso-da-brevissima-licenciatura-de-relvas=f737264


mais sobre mim
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
19
21

22
24
25
27

29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO