Inspirado na Nova História (de Jacques Le Goff) “Prima Luce” pretende esclarecer a arquitectura antiga, tradicional e temas afins - desenho, design, património: Síntese pluritemática a incluir o quotidiano, o que foi uma Iconoteologia
29
Mai 12
publicado por primaluce, às 11:00link do post | comentar

Eu quero contar, contar perdidamente ... mais este o outro, aquele e toda a gente... contar, contar,...

...e não contar (a) ninguém!

 

 

É porque estamos a escrever em inglês que pensamos em inglês. Agora concretamente sobre A Obra Aberta de Umberto Eco (apesar do texto acima estar em francês, mas é o livro que há desde 73!). 

"And, the amount of information...", revela-se, potencialmente, e como explicado pelo autor, uma informação pobre em Conhecimento e Ciência.

E aqui, com alguma crítica a U. Eco e seus seguidores, extrapolamos para os nossos Ideogramas. Que eram, como supomos (com uma grande certeza...), cada um deles significante de uma ideia; ou de várias ideias?

Assim, por muitos exemplos que apareçam "printed" - ou em português "riscados", "esculpidos", "construídos" como arcos, ou "plasmados"  como pedras e gessos de revestimento - ao longo das fachadas e das composições; i. e., por milhares de imagens e sinais que existam nas superfícies das obras arquitectónicas não parece que faça sentido contar apenas, aquilo que previamente não se qualificou!?

É como ir à praça comprar o almoço e dizer: "Estão aqui quilos de alimentos; gastei dinheiro, que justifica o valor pago..." Mas sem deixar perceber o que vai ser o «menu»: se são cerejas, carne, peixe ou batatas...?

Vejam em       

http://iconoteologia.blogs.sapo.pt/20365.html

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*Quanto aos versos de Florbela Espanca - lindos, uma das obras mais espantosas de autores portugueses - é verdade: não merecem este trato!


mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
16
17

20
21
22
23
26

27
28
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO